Como divulgar seu livro sem fazer propaganda

COMO DIVULGAR SEU LIVRO SEM FAZER PROPAGANDA

10 Dicas do que não fazer ao divulgar seu livro

Pode soar estranho, mas há como fazer marketing, divulgar seu trabalho sem ter de recorrer a incontáveis propagandas que não surtem efeito. Eu sempre fiz da maneira errada e gostaria de compartilhar com você um pouco da minha mínima experiência, para que vocês tenham uma ideia dos erros que julgo ter cometido ao longo do início da minha carreira como escritor independente.

Estas 10 dicas são conclusões minhas retiradas a partir de uma experiência pessoal e profissional. Em momento algum, acredito que elas devam ser tomadas como leis universais, afinal não sou dono da verdade e da razão, e também posso errar. Mas a partir da minha experiência, vejo que ao mudar minha atitude, consegui alcançar um público de maneira mais efetiva e estabelecendo laços com meus leitores e leitoras. Espero que estas dicas ajudem àqueles que assim como eu, ficam perdidos no começo da carreira e cometem erros normais.



Primeiro, vamos ser sinceros, as pessoas odeiam propagandas, você, eu, todos nós. Eu simplesmente odeio propaganda e acredito que não sou o único. Existe uma razão para Netflix, Canais on-demand e outros fazerem sucesso. Esses serviços permitem que você possa escolher o conteúdo que quer, quando quiser e onde quiser, sem a poluição das inúmeras propagandas e materiais de marketing que inundam as TVs e nossas telas do PC, tablets e smartphones.

Confesse, todos nós pulamos os anúncios do youtube após 5 segundos, não é mesmo?Porque ninguém merece ficar 15 segundos assistindo aquela propaganda enfadonha daquele shampoo anticaspa ou de uma marca de cerveja. As únicas propagandas que nunca pulei na vida no youtube são a de filmes e séries que vão estrear. E quantos de nós não morremos de raiva quando somos obrigados a assistir aqueles anúncios de 11 a 15 segundos que não podem ser pulados???

Nós simplesmente não suportamos quando alguém tenta nos vender algo, uma ideia, um produto, um projeto, principalmente algo que não conhecemos e não temos certeza se vale a pena ou não.

Com o marketing de livros não é diferente, quantas vezes vocês não veem naqueles grupos de livros, de leitores do wattpad, kindle ou qualquer outra plataforma, alguém postando algo relacionado ao seu livro e não conseguindo nem 10 curtidas.

Primeiro, há uma enxurrada de propagandas, é muito difícil o seu livro se destacar dentre os demais. É preciso oferecer um diferencial, algo que ninguém oferece e que você ofereça. Reuni aqui 10 dicas de erros que já cometi e da experiência negativa que tive com estes erros, e o porquê de ter mudado meu modo de pensar e agir nas redes sociais para divulgar meu trabalho.

Vamos lá,

  1. Esqueça as propagandas convencionais

Esqueça, let it go, dê uma de Elsa…

let-it-go

Como eu disse, as pessoas estão cansadas de propagandas, as propagandas como nós conhecemos já estão ultrapassadas. É muito mais interessante oferecer um conteúdo aos seus leitores, algo que lhes chame atenção e que lhes leve até seu livro, do que seu livro propriamente.

Cada vez mais as empresas de marketing e publicidade têm investido em novas maneiras de alcançar um público para vender uma ideia ou produto. Não podemos ficar para trás, um escritor ou escritora, independente ou até mesmo aquele que publica pelas editoras convencionais, se quiser ser bem-sucedido hoje, principalmente os independentes, tem de esquecer os meios tradicionais de divulgação. Mesmo na internet podemos cometer erros, falo isso de experiência própria. Eu cometi e muito todos os erros a seguir.

  1. Não polua o feed das pessoas

É extremamente desagradável e chato você ver o mesmo canal, página ou post de uma mesma empresa, produto ou autor querendo promover seu livro. É verdade que a propaganda é a alma do negócio, mas o conceito de propaganda tem mudado ao longo dos anos. As pessoas cada vez mais assinam serviços para se livrarem das propagandas. Netflix, Spotify, TV a cabo.

As pessoas querem conteúdo, querem entretenimento, diversão. Da mesma forma, um leitor quer conteúdo, quer saber quais livros ler, sobre o mundo da literatura, sobre como escrever. Em sua maioria, os leitores e leitoras são escritores, gostam de saber do mundo da literatura. Que tal, ao invés de tentar convencê-lo a ler seu livro, por que não mostrar que ele gostará da sua história, de como você escreve, quais técnicas você usa, como você faz para superar o bloqueio criativo, essas coisas, que podem ajudar muita gente. Compartilhe dicas, fale do seu processo de escrita, fale do porquê de ter criado aqueles personagens, compartilha sua história em vez de tentar vender a sua história.

Se as pessoas gostarem da sua história enquanto autor/autora, se eles gostarem do modo como você trata o público e respeita seus leitores e leitoras, se as pessoas curtirem seu modo de escrever, eventualmente elas irão procurar dar uma chance ao seu livro.

  1. Não faça propaganda exageradamente

Limite o número de dias da semana para promover seu trabalho, publicar todos os dias pode ser cansativo, tanto para você quanto para o público. Não deixe que as pessoas se cansem da sua imagem, sempre esteja presente, mas saiba limitar, escolhe um ou dois dias da semana para compartilha algo da sua história, não é preciso publicar todos os dias.

Anteriormente eu fazia propaganda do meu trabalho todos os dias da semana, ao invés de me ajudar a ganhar visibilidade, eu comecei a perder seguidores que se enjoavam de postagens incessantes. Limite a sua presença, estabeleça um calendário de dias e não se exceda na propaganda.

  1. Não envie mensagens as pessoas

Dificilmente alguém receberá sua mensagem de propaganda e irá ler de bom grado. Eu já não abro mensagens mandadas por amigos, imagine de desconhecidos.

  1. Não venda seu livro como a melhor coisa do mundo ou como a melhor história nunca antes contada

Muitas vezes, na hora de nos vendermos, nos promovermos, queremos mostrar que nosso trabalho é bom, e acabamos por nos exceder e passamos a mensagem de arrogância, como se aquela história fosse a melhor do mundo. Seja humilde, arrogância e convencimento demais não são boas características. Provavelmente sua história é boa, existem milhares de histórias boas, mas quem deve decidir isso é o leitor e a leitora. Eles que são os grandes julgadores e avaliadores da obra. Um escritor/escritora falar que seu livro é bom é como se uma mãe estivesse chamando seu filho ou filha de bonito, inteligente ou outra característica que ela enxerga. Deixe que os leitores e leitoras julguem a obra. E esteja aberto a críticas, mesmo as negativas. Utilize as críticas negativas como forma de melhorar e corrigir os possíveis erros na história.

  1. Não faça textos gigantes

Menos é mais… Isso é uma regra crucial. Postagens com TEXTÕES não são chamativas. Procure ser breve e conciso, tente resumir ao máximo o que você deseja falar em poucas palavras.

  1. Não seja repetitivo

Procure inovar, não post a mesma coisa milhares de vezes. Digo isto por experiência própria, minha página teve uma grave queda de visualizações em um período em que eu postava o mesmo texto milhares de vezes.

  1. Não esqueça de um boa imagem – E sim, as pessoas julgam o livro pela capa

Um auxilio visual faz toda a diferença. As mídias evoluem e nós não devemos nos prender ao passado. Estamos na era dos memes, use-os ao seu favor. Para divulgar sua obra crie gifs, crie memes, compartilhe trechos do seu texto em forma de uma imagem que chame a atenção, gaste um tempo valorizando a imagem da divulgação do seu livro.

  1. Não reproduza preconceitos

Não reproduza preconceitos, avalie seu texto antes de publicá-lo para ver se você não está ofendendo alguma minoria. Vivemos em uma sociedade extremamente racista, preconceituosa, sexista e homofóbica e as pessoas não mais toleram essas coisas. Sempre que você reproduz um preconceito nas redes sociais é um ponto a menos para você com seus leitores e leitoras que não deixarão nada passar desapercebido.

  1. Não faça propaganda do seu produto e deixe o seu produto falar por si mesmo

Um segredo que eu aprendi e ainda procuro me aperfeiçoar, acredite ou não, eu cometia todos estes erros anteriores. Estou falando isso de experiência própria e hoje vejo o resultado após mudar meus conceitos, a melhor maneira de fazer propaganda e promover seu trabalho é não fazendo propaganda. Pode soar esquisito, mas é verdade. Não promova seu produto em si, promova as características, os diferenciais, o que se destaca em seu trabalho. Divulgue sua obra por meio de diálogos, converse com seus leitores, ouça-os, estabelece um canal de comunicação. Publique textos explicando como foi o processo da escrita do seu livro, dê dicas, dê conselhos, assim como eu, aprenda com seus erros e compartilhe com os outros. As pessoas sempre estão em busca de novos conhecimentos, eu compartilho aqui esta lista, justamente porque já cometi todos estes erros.

Eu não posso obrigar as pessoas a gostarem ou lerem minha obra, elas são livres para fazerem o que quiser. O máximo que posso fazer é demonstrar por meio da minha história que elas podem dar uma chance ao meu trabalho e elas podem se surpreender ou não. Aceite críticas, é muita arrogância acreditar que seu trabalho está perfeito. Eu tenho ciência de que meu livro está longe de ser perfeito e adoraria ouvir alguém falando porque não gostou. Mesmo a pessoa não tendo gostado, eu saberei que ela terá lido, e isso já é um avanço na minha carreira como escritor, sempre melhorando, sempre ouvindo sugestões e sempre aceitando que não sou o melhor, mas sempre dou o meu melhor.

Então, minha dica final do que não fazer, não faça propaganda, não faça, nunca. Compartilhe sua história, dê dicas, fale as pessoas do porquê de você estar escrevendo, estabeleça laços de amizade mesmo com seus leitores e leitoras, que são os maiores aliados do escritor. Ouça os leitores, aceite as críticas, converse, neste processo você estará promovendo seu livro sem fazer uma propaganda sequer. Sem necessitar de falar a frase: Leia meu livro. As pessoas lerão porque vão criar afinidade com seu trabalho, vão te achar uma pessoa bacana e que merece a chance de ser lido.

Espero que eu tenha ajudado, pessoal. Vocês têm todo o direito de discordarem da minha lista, de concordar em partes, adicionar dicas de experiências que vocês obtiveram com os anos de publicação e divulgação dos seus livros no Wattpad, Kindle ou Livro Físico independente. Me digam nos comentários o que vocês acharam do texto, se falta algo, se vocês adicionariam alguma dica.

Até mais, pessoal!!!! Obrigado.



Tem alguma sugestão? Acredita que faltou algo no texto ou  que eu poderia melhorar? Estou aberto a sugestões e a perguntas, ficaria muito feliz em respondê-los.

Se você gostou, curta, compartilhe, deixe seu comentário e siga a Página no Face. O Selo de Bartholomeu pode ser lido de graça no WATTPAD.

Até mais pessoal, toda quinta tenho um texto novo para vocês.

facebook logoinstagram logotwitter logowattpad

No Comments Yet.

Leave a comment