Arrogância Cultural – Você tem preconceitos literários?

preconceito literário

Arrogância Cultural: Você tem preconceitos literários?

Uma breve opinião sobre preconceitos culturais…

Vocês também se sentem incomodados quando alguém fala sobre um livro do qual não gosta e se refere de maneira ruim sobre os seus leitores, e os classifica como burros ou menos qualificados por gostar de um determinado tipo de literatura? Isso vale para qualquer tipo de arte: filmes, livros, músicas, séries, canais no youtube, etc.

Quantas vezes eu não vi em grupos dos quais eu participo, tanto no WhatsApp quanto no facebook, ou até mesmo ao vivo, pessoas definindo o que é uma cultura “boa” e o que segundo eles não é nem cultura de verdade.

literatura

Mas afinal, o que é um bom livro? O que é uma boa música?

Eles são bons só porque você gosta ou existe uma lei universal que determina que certo tipo de literatura sempre será boa e outra sempre será horrível? E quem quer que consuma deste tipo “inferior” de arte, é por que não tem o gosto refinado ou é inteligente o suficiente para compreender coisas complexas como você?

Acredite, pessoas com esse tipo de pensamento existem e estão por aí, destilando seu ódio nas redes sociais e por onde quer que passem com seus nicknames que lhe dão a sensação de anonimato que só a internet proporciona.

internet vida real

Eu falo isso, porque eu já fui assim. ARROGANTE, pedante e idiota. Sempre julgando o gosto alheio, como se eu fosse dotado de um gosto impecável e além do padrão.

Aquela frase famosa: “Sertanejo é universitário e rock tem PhD” é um exemplo clássico de como podemos ser pedantes em relação ao gosto alheio. Com o tempo percebi que estava sendo um babaca.

escola de rock O fato de eu não gostar de determinado tipo de música ou filme não significa que este é ruim, só significa que eu não gostei, milhares de outras pessoas gostam e é um direito de todos ter uma opinião e um gosto. 

Qualquer que seja o produto: livro, música, filme, série, teatro, conto ou outros tipos de arte. Nunca haverá unanimidade sobre o assunto. A ideia de que algo é melhor ou superior vem da nossa necessidade de nos diferenciarmos, sermos superiores e melhores que os outros. Hoje percebo que isto é imaturo e sem significado.

Como escritor e como leitor, sempre tive um preconceito enorme contra literatura erótica , ou qualquer outra coisa que não se encaixava no meu padrão: “literatura fantástica”. Mas se formos pensar bem, por que nós temos esse tipo de preconceito? Se há livros que fazem sucesso com esta temática é porque há um público interessado. Eu não mudei de opinião quanto ao meu gosto, você não me verá entrar em uma livraria para comprar “50 Tons de Cinza”.

Mas só porque eu não gosto, quer dizer que é ruim? A única coisa que mudou é que eu não mais julgo as pessoa que leem. Por um acaso, nós que não lemos esse tipo de livro somos mais inteligentes ou superiores intelectualmente por lermos outro tipo de literatura? O que nos diferencia dos demais?  

Absolutamente nada, somente nossa arrogância.

O mesmo vale para aquele tipo de pessoa que adora rock, não escuta sertanejo e fala que funk nem é música.

O que lhe dá o direito de definir o que é música ou não? Por que essa necessidade de diminuir a arte de toda uma comunidade somente para se colocar num pódio inexistente e que não define nada sobre quem realmente somos. Após anos pensando assim, da maneira como hoje crítico, percebo que há uma grande diferença entre o que é ruim, de mau gosto do que aquilo que não me agrada.

Se você acha aquele vídeo no YouTube horrível, simplesmente não assista. Ninguém te amarrou em frente a uma tela e tal qual como naquele filme, Laranja Mecânica de Stanley Kubrick, prendeu seus olhos e lhe obrigou a assistir aquilo.

laranja mecanica

Se você não gostou, você está exercendo seu direito de individualidade e liberdade e ninguém pode lhe tirar isso, mas não tire o direito de outros de gostarem.

Se você acha que um determinado tipo de livro, filme, série, vídeo é de mau gosto, pois incita o ódio, racismo, machismo e é algo criminoso, ai sim, denuncie e não se cale.

Mas lembre-se desta lição que eu aprendi (e aqui coloco eu, pois não quero impor minha opinião, sei que não sou dono da verdade):

Só porque você não gostou de algo não significa que é ruim, simplesmente significa que você não gostou, mas milhares de outras pessoas podem gostar. Ouvir determinado tipo de música, ver determinados tipos de filmes, ler determinados livros não lhe tornará uma melhor pessoa que outros que não fazem o mesmo.

Sei que talvez eu pareça um pouco chato ao falar sobre esse assunto e pode até parecer que estou tentando impor minha opinião. Para aliviar um pouco esse textão, abaixo coloco as Frases Mais Comuns do que eu considero ser os 5 modelos de Críticos de Internet (formados na Faculdade do Facebook e Mestrado em twitter e hate).

Espero que gostem haha


Arquétipos de Críticos da Internet

1 – O fluente em inglês que não assiste filme dublado:

“Sério que você assiste dublado? Dublado perde a essência, se você não fala a língua é só ler as legendas, não te ensinaram português na Escola?”

legendado nao faz melhor

2 – O fã de cults que não assiste filmes destinados para o povão:

“Filme do Adam Sandler? Nem pensar, só assisto filme cult dirigido por Yaranofsky e indicados em Cannes”.

“Transformers, Velozes e Furiosos, não assisto esses filmes feitos só para o povão. Filme de verdade tem que te fazer pensar”.

mind blowing

3 – O leitor de clássicos que odeia best-sellers:

“Não acredito que você lê Crepúsculo, quantos anos você tem? Na sua idade já havia lido Machado de Assis e Moby Dick umas 10 vezes. Isso sim é literatura”.

rich guy

4 – O fã de Mozart e Bethoven que odeia funk:

“Para começar, funk nem é música. Só escuto rock clássico e MPB”.

“Sertanejo? Que horror, deixa eu ouvir meu Arctic Monkeys e outros indies”.

caetano

5 – O nerd fã de Star Wars – Só da Trilogia Clássica:

“Os únicos filmes verdadeiros de Star Wars são os três primeiros, esses outros é só diretor querendo ganhar dinheiro em cima do povo que só assiste filme ruim”.

star wars


Você acha que faltou algum diferentão? Me mande sua sugestão para que eu inclua nesta lista. Adorarei ter a sua ajuda.

Tem alguma sugestão? Acredita que faltou algo no texto ou  que eu poderia melhorar? Estou aberto a sugestões e a perguntas, ficaria muito feliz em respondê-los.

Se você gostou, curta, compartilhe, deixe seu comentário e siga a Página no Face. O Selo de Bartholomeu pode ser lido de graça no WATTPAD ou através do link.

Até mais pessoal, toda terça tenho um texto novo para vocês.

facebook logoinstagram logotwitter logowattpad

No Comments Yet.

Leave a comment